A BioBIP – Bioenergy and Business Incubator of Portalegre acolheu, no passado dia 7 de julho, a sessão de apresentação dos projetos ao Concurso Regional do Poliempreende.

A 14ª edição do concurso de ideias e de planos de negócios admitiu sete candidaturas, oriundas das quatro escolas do IPP: ESAE, ESTG e ESS, que foram apresentadas ao júri, composto por 6 elementos, em representação dos patrocinadores dos prémios regionais e de outras entidades com atividade e importância regional no domínio do empreendedorismo:

– Presidente do júri: Albano Silva – Vice-Presidente do Politécnico de Portalegre
– Francisco Costa – Diretor Regional da Caixa Geral de Depósitos de Portalegre
– Carlos Nogueiro – Primeiro-secretário da Comunidade Intermunicipal do Alto Alentejo
– Jorge Pais – Presidente do Núcleo Empresarial da Região de Portalegre
– Sandra Cardoso – Diretora do Serviço de Emprego e Formação Profissional de Portalegre
– Artur Romão – Pró-Presidente para o Empreendedorismo e Emprego do Politécnico de Portalegre

Após todas as apresentações, o júri reuniu tendo chegado à seguinte classificação:

1º Classificado – Projeto NeuroM, de Liliana Gonçalves, aluna do curso de mestrado de Gerontologia da ESS e ESECS;

2º Classificado – Projeto Alpha Pets, de Cristiana Pombinho, aluna da licenciatura de Enfermagem Veterinária da ESAE;

3º Classificado – Projeto Mercado Português, de Nuno Mendes e Pedro Garraio, alunos da licenciatura de Administração de Publicidade e Marketing da ESTG.

O Poliempreende é uma iniciativa que visa avaliar e premiar projetos desenvolvidos e apresentados por alunos e diplomados das instituições politécnicas, admitindo-se a participação de docentes ou de outras pessoas, desde que integrem equipas constituídas por estudantes e/ou diplomados.

Este projeto é constituído por todas as instituições politécnicas públicas do país e por escolas superiores não integradas e escolas politécnicas das universidades.

É um projeto concebido para promover a mudança de atitudes dos atores académicos, induzindo-os a incorporar nas suas atividades regulares o desenvolvimento e a aplicação de métodos para a valorização do conhecimento gerado no sentido da assimilação do espírito empreender, contribuindo paralelamente para o enriquecimento curricular dos participantes.

O concurso tem uma componente regional e outra nacional. A nível regional, cada instituto politécnico promove um conjunto de iniciativas que culminam com a atribuição de prémios aos três melhores projetos apresentados. Os projetos vencedores em cada instituição são, posteriormente, submetidos ao concurso nacional. Assim, a vencedora do concurso regional, Liliana Gonçalves, representará Portalegre, no concurso nacional, que, na presente edição terá lugar em Bragança, em setembro.