Projeto PIN apresentado em Campo Maior

O Projeto Polientrepreneurship Innovation Network (PIN), desenvolvido por 13 institutos politécnicos para promover o aumento das competências empreendedoras e a criação de emprego, foi apresentado a 14 de junho, no Centro de Ciência do Café, em Campo Maior pelo ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Manuel Heitor. O projeto, que tem como objetivo promover o aumento das competências empreendedoras e a criação de emprego, é considerado pelo ministro como “estruturante”.

O PIN teve início em 2015, com uma candidatura aos fundos de financiamento do Portugal 2020, apresentada por um consórcio de 13 Institutos Politécnicos do país: Beja, Bragança, Castelo Branco, Cávado e Ave, Coimbra, Guarda, Leiria, Portalegre, Santarém, Tomar, Viana do Castelo e Viseu.

O objetivo passa por envolver 1500 estudantes, ao longo de um ano e fomentar a criação de 45 empresas, nos domínios do conhecimento, tecnologia e indústrias criativas, 15 registos de patentes e 120 projetos de vocação empresarial.

O PIN assenta numa interface digital que oferece uma série de ferramentas facilitadoras para os processos de implementação de negócios. O projeto surgiu na sequência do Poliempreende, um programa de referência e de apoio ao empreendedorismo que engloba um total de 21 parceiros entre instituições politécnicas, escolas superiores integradas e escolas politécnicas das universidades. Já gerou cerca de 1500 projetos empresariais, 82 empresas e mais de 80 patentes foram registadas.